CÁLCULOS NA VESÍCULA



A vesícula biliar é o órgão responsável por concentrar e armazenar a bile, líquido produzido pelo fígado que é liberado no intestino durante a passagem dos alimentos participando efetivamente da digestão.

A formação de cálculos (pedras) na vesícula biliar pode ocorrer ocasionalmente.

É mais comum em mulheres, obesos, diabéticos e idosos, mas há casos registrados em jovens, não obesos e homens.
Os cálculos (pedras) biliares podem permanecer silenciosos durante anos ou se manifestarem a qualquer momento. As pedras de vesícula biliar podem causar vários problemas de saúde.

As pedras frequentemente movimentam-se e podem entupir a vesícula biliar causando dor, que é a chamada cólica biliar. A crise de vesícula biliar pode complicar-se com infecção bacteriana e surge a “Colecistite Aguda”, necessitando de internação e cirurgia de urgência

A pedra pode sair da vesícula biliar e seguir entupindo o canal do fígado (Coledocolitiase). Nesse caso o paciente apresenta icterícia (olhos amarelados) com fezes brancas e urina escura. Se ocorrer infecção da bile represada no fígado surge febre alta com calafrios (Colangite).

Em alguns casos, a pedra pode entupir o canal do pâncreas, causando a temível “Pancreatite Aguda”. O paciente apresenta intensa dor abdominal que irradia em faixa para as costas e vômitos incontroláveis. Trata-se de doença gravíssima com elevado risco de morte.

Devido a possibilidade de haver complicações, quando os cálculos na vesícula são diagnosticados deve ser programada a cirurgia de colecistectomia, que é a retirada da vesícula biliar.

A cirurgia eletiva (com data marcada) de colecistectomia é sempre a melhor opção, com ótima recuperação e apena 1 dia de internação. É realizada por videolaparoscopia, com pouca dor e bom resultado estético.

Contato





11 3209-0112


Praça Santo Agostinho, 70 conj. 11
Paraíso - São Paulo/SP


contato@drafabianafranca.com.br